quinta-feira, 12 de maio de 2016

Poemas de 2016 - IX


Fonte: fotosearch.com.br


Et Pardal Hominum

Pardal se civiliza
dos restos fáceis abundantes;
catar e comer, chilrear e copular
descendências garantidas
no contato humano,
ave cosmopolita.
Sem alma, urbano, é triste
incanoro, pássaro humanizado,
cio e cicio fartos
de liberdades corrompidas.

Volta a tua mata
alforria-te, faz quilombo
desdenha a convivência e conveniência
insalubres que te escravizam.
Sê bicho - seu destino -.
Bicho solto, desumaniza-te.

Vai ser feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário