segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Amigos que Escrevem I




Amar 

No meio do mundo
Um órgão a pulsar
Insano e forte 
Silencioso 
E sempre 
seguindo em frente

Como rio ao mar! 

Estará certo,
Nesse curso imerso 
Às montanhas,
Novos e belos horizontes,
Minas preciosas, 
Mato a dentro, 
O amor buscar? 

A distância desse momento, 
Refletiu o pensamento, 
Vale a pena tentar? 
E o peito responde 
À esquerda, vá! 

Das águas abundantes 
À  Conceição 
Dos amantes
O órgão 
Pulsante
O amor há de encontrar!



Márcia Azevedo é paraense, mora em Macapá há 23 anos. Professora de Língua Portuguesa, especialista em Linguística, vive em meio ao mundo das letras e, principalmente, Literatura, às vezes se atreve em poemas de breves versos  (pela autora).

Nenhum comentário:

Postar um comentário