sábado, 9 de julho de 2016

Poemas Publicados - 2016 (Número 276 - Ano III)


Foto: Salão de Pedras - Conceição do Mato Dentro
Fonte: fsmorais.blogspot.com

Suicida

Tocar a mão do vento
e na reverência ao abismo
contemplar a sólida superfície do nada.

Rebrilhar nos olhos fechados
a insondável solidão
do gozar a dor de cada dia.

Flutuar o interior da pedra
navegando o magma essencial.
na rota da erraticidade, abandonar-se.

Empalar o coração em tributo
à liberdade total e absoluta
de dizer sim à vida que sobeja
em dor.

Poema publicado em A.Poética - 8 - em 9/8/15. Link para a postagem:

periodicoapoetica.wordpress.com/2015/08/09/a-poetica-8

2 comentários: