quinta-feira, 28 de julho de 2016

Poemas Publicados - 2016 (Número 290 - Ano III)


 Fonte: blogmail.com


Gaiolas

Ouço ecoar minha tristeza
na preciosidade repetitiva
e triste voz do sabiá.
Meu luto se reflete
nas pretas vestes de gala
do acrobático tiziu.
E a suindara agourenta
estrala de vingança minha gargalhada
louca como eu, noite adentro.
Se bem me lembro é sempre assim
que sou e fui, hibrido de ave e vegetal
coração de pássaro com raiz.
E, uma vez que numa noite
de junho gelado caí feito papa-arroz
no alçapão da vida
em cada queda, tentei voar.

Poema publicado na antologia on line VIVER COM MAIS POESIA - EDIÇÃO 2016 - da Câmara Brasileira de Jovens Escritores (CBJE) em 28/7/16. Link para a postagem:

http://www.camarabrasileira.com.br/vmp16-017.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário