terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Meus Poemas Preferidos XII


Fonte: fritahastamorir.blogspot.com

Sofisma

Canto aos quatro ventos
a fictícia história de um homem
normal, de meia idade
e, à cada dia, aperto mais
os parafusos que me sutem a máscara.

Atuo com maestria de canastrão
na comédia cotidiana
brandindo falsa felicidade
aos olhos vazios
da plateia de marionetes.

Um comentário:

  1. Não é privilégio exclusivo, estamos sempre vestindo máscaras, as custas de uma sociedade hipócrita.

    ResponderExcluir