terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Poema dos 48 Anos - V


Fonte: old.wallcoo.net

Silêncio

Calaram-se para sempre
na queda da última árvore
a motosserra, as aves
e o meu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário