quinta-feira, 17 de julho de 2014

Meus Poemas Preferidos IV



Lembranças do Cativeiro

Que mimos? Perguntas!
Que guardo tão secretamente
sob estas pálpebras fatigadas?

São lembranças...
É passado!
São depravos
e orgias e violações.
Minh’alma fendida,
forjada em pesares e sentimentos
vis, tão vis!

São senzalas...
É tormento!
São chibatas
E máscaras e marcas sem esquecimento.
Minh’alma ferida
Afanada, assoberbada
De sofrimentos.

Que mimos? Perguntas!
Que guardo tão ocultamente
sob estas pálpebras cansadas?

Não são mimos...
É nada!
Só assombros, deslumbramento!




2 comentários:

  1. Obrigado, querida Marilúcia Spinelli, continue me prestigiando com o carinho de sua visita. Bjs.

    ResponderExcluir