segunda-feira, 14 de julho de 2014

Poema Classificado XI



 Fantasma

N afolha torturada
Letras calcinadas
Vento varreu!
Nem o PO É MAis visível...

No origami abstrato
O cadáver de um poema
Kafikiano, transformado!
Letras surreais...

Na folha em branco
O poeta padece
Emudece.

Folh’alma abatida
Poesia insepulta
Assombra...

Classificada para a antologia do Concurso Poesia, Lâmpada para o Coração da Litteris Editora – Rio de Janeiro (RJ) – em 2/1/2013




Nenhum comentário:

Postar um comentário